Um coração que sabe ouvir

A propósito do texto proposto como primeira leitura para este domingo (30.07.017), 17º domingo comum A: 1 Reis 3,5.7-12

“Pelo sonho é que vamos” (Sebastião da Gama). Pelo sonho se exprimem verdades, projectos e desejos que na vida “acordada”, consciente, controlada, não ousamos pedir nem realizar. Mas se acreditamos num sonho e nos deixamos conduzir por ele, avançamos mesmo… Na Bíblia, o sonho é com frequência a porta e o espaço da revelação de Deus, um lugar de encontro, uma escada a ligar o céu e a terra.

Em sonhos, falou JaHVeH a Salomão, o jovem descendente do grande rei David, e desafiou-o a ousar pedir, a pedir sem receio. E, em sonhos, Salomão pediu que Deus lhe desse um “coração que saiba ouvir”, um coração “sábio” ou “inteligente” (conforme as traduções),  a fim de poder governar bem, conduzir o povo com discernimento, com sabedoria.

Deus gostou do pedido e concedeu-lho.

Aquilo de que todos os governantes mais necessitam é de um coração que saiba ouvir as necessidades e anseios, os sofrimentos e problemas do seu povo. Os pobres fazem tantas vezes a experiência de não encontrar ninguém que os atenda, ninguém que os ouça, que ninguém que os escute. Nesta escuta começa o discernimento. Da escuta depende tantas vezes a rectidão das decisões a tomar.
Mas não só os governantes. Cada um de nós precisa acima de tudo de um coração que saiba ouvir. As nossas relações uns com os outros e a nossa atitude na vida seriam bem mais fáceis se soubéssemos ouvir: ouvir a Deus e aos outros, ouvir à sua volta e dentro de si, ouvir os acontecimentos e os gemidos da vida.

Que bom seria se cada um sonhasse este sonho a que Deus convidou Salomão… E se o “sonho” da nossa vida e o pedido da nossa oração fosse este coração que sabe ouvir!

 

Advertisements

Über nunes2013

Sou assistente pastoral numa comunidade católica de língua portuguesa. Depois de nos últimos três anos (2013-2016) ter publicado reflexões sobre os evangelhos de domingo (que continuam aqui disponíveis), passarei a partir de agora a escrever pequenos comentários à 1ª leitura do domingo (quase sempre do Primeiro Testamento). Por necessidade e por opção, gosto de reflectir semana a semana os textos que nos são propostos para as celebrações dominicais. Esforço-me por partilhar a minha reflexão aqui, nesta página, à terça-feira. Para além disso, escrevo sobre temas relacionados com e/imigração e sociedade multicultural. O meu nome: Joaquim A Marques Nunes. A minha sigla: jn (Não escrevo segundo as normas do novo acordo ortográfico!).
Dieser Beitrag wurde unter Palavras que não passam (AT), Uncategorized abgelegt und mit , , , verschlagwortet. Setze ein Lesezeichen auf den Permalink.

Kommentar verfassen

Trage deine Daten unten ein oder klicke ein Icon um dich einzuloggen:

WordPress.com-Logo

Du kommentierst mit Deinem WordPress.com-Konto. Abmelden / Ändern )

Twitter-Bild

Du kommentierst mit Deinem Twitter-Konto. Abmelden / Ändern )

Facebook-Foto

Du kommentierst mit Deinem Facebook-Konto. Abmelden / Ändern )

Google+ Foto

Du kommentierst mit Deinem Google+-Konto. Abmelden / Ändern )

Verbinde mit %s