Israel e os povos

1C813CDE-3C0A-4D57-A260-73034E1A4315

A propósito do texto proposto como primeira leitura para a festa da Epifania do Senhor, celebrada a 6 ou a 7 de janeiro:   Isaías 60,1-6
Leia antes o texto bíblico!

A consciência de que Israel era o povo de JaHWeH, eleito entre todos os povos, vinha desde há muito.  Mas ao tempo em que este texto do livro do profeta Isaías foi escrito – um texto pós-exílio, atribuído a um autor desconhecido habitualmente designado por “Trito-Isaías” – a eleição de Israel era tudo menos evidente. Jerusalém era uma cidade em ruínas. O povo estava desmoralizado. O futuro era  “sombrio”. Muitos se perguntariam: “que quer dizer Deus, quando nos diz que somos o seu Povo”?!

Numa situação como esta, o profeta anuncia o sonho mais ousado que este povo minúsculo e esmagado podia sonhar: a sua cidade havia de ser o centro do mundo, lugar de peregrinação de gente de todos os povos, convergência de reis e senhores, capital ornada de riquezas e tesouros…. Este sonho retrocedia ao tempo de Salomão e aos mitos que à volta da sua figura se tinham criado, mas nunca se tinha realizado, nem sequer em indícios. Será que algum dia se viria a realizar?! Será que algum dia os povos de toda a terra haveriam de acorrer e reconhecer nesta cidade e neste Povo de Israel em toda a sua fragilidade a presença de Deus salvador?!

O evangelho de Mateus responde com uma história igualmente sonhada, igualmente irrealista: com Jesus e em Jesus, o filho de Maria e de José, cumpre-se a profecia do livro de Isaías e aí estão – a ilustrá-lo – os três magos do oriente. Acorrem a Jerusalém e procuram a luz de Deus. Seguindo a estrela do “Rei” dos Povos, trazem as suas riquezas como prenda para este Menino que eles encontram sem sinais de qualquer grandeza. Revela-se na fragilidade deste Mmenino o Deus para todos os povos. JaHVeH é finalmente reconhecido para além das fronteiras nacionais de Israel.

Em Isaías como no evangelho de Mateus está também no centro deste sonho a questão da identidade de Israel, nem sempre assumida de forma consequente, pelo menos por aquilo que os textos de alguns profetas e dos evangelhos nos testemunham. Israel era (e é) Povo eleito de JaHWeH, sim, mas eleito para ser no mundo testemunha da sua salvação oferecida a todos. O sonho só o será verdadeiramente realidade na medida em que Israel na sua postura e na sua vida apontar para Deus. Os Povos de toda a terra acorrerão a ele, não por causa do povo em si ou de Jerusalém sua cidade, mas na busca de Deus, movidos pela inquietação de quem anseia por mundo melhor onde a salvação da salvação brilhará como o sol faz brilhar as pedras da cidade de Jerusalém ! E aquilo que aqui se diz  de Israel, vale para a Igreja e para todos os que se sentem membros do “Povo de Deus” !

Se quiser também pode ler o comentário ao texto do evangelho da Epifania do Senhor em reflexão dos arquivos deste blog:
https://jamnunes.wordpress.com/2015/01/02/deus-de-todos-os-povos/ 

Advertisements

Über nunes2013

Sou assistente pastoral numa comunidade católica de língua portuguesa. Depois de ao longo de três anos (2013-2016) ter publicado reflexões sobre os evangelhos de domingo (que continuam aqui disponíveis), escrevo agora semanalmente pequenas reflexões a partir do texto bíblico da 1ª leitura do domingo (quase sempre do Primeiro Testamento). Por necessidade e por opção, gosto de reflectir semana a semana os textos que nos são propostos para as celebrações dominicais. Esforço-me por partilhar a minha reflexão aqui, nesta página, à terça-feira. Para além disso, escrevo sobre temas relacionados com e/imigração e sociedade multicultural. O meu nome: Joaquim A Marques Nunes. A minha sigla: jn (Não escrevo segundo as normas do novo acordo ortográfico!).
Dieser Beitrag wurde unter evangelho, Uncategorized abgelegt und mit , , , verschlagwortet. Setze ein Lesezeichen auf den Permalink.

Kommentar verfassen

Trage deine Daten unten ein oder klicke ein Icon um dich einzuloggen:

WordPress.com-Logo

Du kommentierst mit Deinem WordPress.com-Konto. Abmelden /  Ändern )

Google+ Foto

Du kommentierst mit Deinem Google+-Konto. Abmelden /  Ändern )

Twitter-Bild

Du kommentierst mit Deinem Twitter-Konto. Abmelden /  Ändern )

Facebook-Foto

Du kommentierst mit Deinem Facebook-Konto. Abmelden /  Ändern )

w

Verbinde mit %s